Você já entendeu que separar a sua conta de pessoa física da sua conta de pessoa jurídica pode ser a melhor alternativa para o seu negócio.

Por isso, se você já se cansou de ficar pagando aquele tanto de boleto separado de cada um dos seus fornecedores e no meio do caminho você acaba sempre deixando algum para trás, gerando juros multas e muita dor de cabeça, você sabe que uma alternativa é você concentrar todos os seus gastos em um único lugar, como por exemplo: na fatura do seu cartão de crédito MEI.



Os cartões de crédito empresariais estão cada vez mais acessíveis, eles costumam ser uma boa alternativa para empresas que querem fugir de taxas abusivas na hora da compra que geralmente está embutido no valor do boleto e, também, para controlar melhor as saídas de caixa da sua empresa.

Porém, assim como o cartão pessoal, usar um cartão de crédito para MEI exige muitos cuidados.

Por ser destinado a empresas, é comum, também, que as pessoas fiquem inseguras sobre como funciona um cartão de crédito empresarial, e tenham dúvidas se vale a pena ou não usar um. Nesse vídeo, vamos te mostrar as vantagens e desvantagens de ter um cartão de crédito para MEI.

Hoje em dia existem vários modelos de cartão de crédito empresarial ou PJ disponíveis no mercado.

E alguns bancos têm modelos específicos de cartões de crédito para o (MEIs), como é o caso do Banco Santander, Cora, Nubank, Inter, C6Bank, PagSeguro, Original, e esses são só alguns exemplos.

Assim como no cartão pessoal, existem hoje muitos modelos de cartão de crédito PJ sem a cobrança daquela taxinha chata de anuidade.

Esse tipo de cartão funciona da mesma maneira que um cartão de crédito para pessoa física. Ou seja, existe um limite de crédito – que é negociado com o Banco no momento da sua contratação – e até você atingir esse limite a sua empresa pode fazer compras à vista ou parceladas usando o cartão.

Essas compras são pagas por meio de uma fatura que tem dia certo para vencer e que pode ter pagamento integral ou parcial( a gente recomenda que você NUNCA use essa função).

ENTÃO, com isso você ganha prazo para trabalhar com seu dinheiro, em vez de você pagar vários boletos picados no mês, o uso do cartão de crédito te permite concentrar todos os gastos da sua empresa, apenas ali, na fatura do cartão de crédito.

Além, claro, de você poder fazer o parcelamento das suas compras diretamente com seus fornecedores. Essa talvez seja a principal vantagem do cartão de crédito para o MEI, Ao comprar um produto ou assinar um serviço você consegue dividir o valor em meses e diluir o impacto diretamente no caixa do seu negócio.

Outra vantagem, é o pagamento facilitado. Cartões de crédito são aceitos de forma ampla no varejo, no atacado e até no setor de serviços. Assim, você não precisa se preocupar em ter sempre dinheiro físico para fazer compras para o seu negócio ou ter que comprovar renda.

Acho que a melhor vantagem vem agora, a gente sabe que o MEI trabalha muito, e às vezes não temos tempo de fazer uma melhor organização financeira ou um fluxo de caixa decente.

Então, ao registrar as transações de forma eletrônica em um único lugar, fica mais fácil controlar e planejar as suas despesas.

E às vezes, é o melhor freio para o seu negócio, porque a gente se empolga querendo comprar um monte de mercadorias para a nossa empresa, e vai dividindo em um monte de boletos com valores baixinhos e no final quando você soma, dá um boletão.

Mas com o Cartão de crédito, você tem ali limite de crédito,e você pode ajustar de forma que ele converse com o seu faturamento, com isso, vai ficar mais fácil controlar o quanto pode ser gasto a cada mês.

e já fica a dica aqui, o MEI só pode comprar 80% do faturamento bruto, ou seja: você só pode comprar até o equivalente a R$5400 por mês.

Então a pergunta que fica é: Vale a pena usar o cartão de crédito para MEI?

Na verdade, não existe resposta certa para essa pergunta, porque tudo vai depender de como a sua empresa funciona e do volume de compras que você precisa fazer no mês.

Por exemplo, se a sua empresa trabalha com grandes quantidades de matéria-prima para a fabricação de um produto, ou revenda, usar um cartão de crédito pode facilitar muito a gestão desse processo, ao permitir compras parceladas.

Já para MEIs que precisam viajar a negócios ou precisam fazer muitas reuniões externas que incluem gastos com seus clientes, em restaurantes por exemplo, também pode valer a pena usar o cartão de crédito porque ele vai ajudar a separar o que são as despesas da empresa e as suas pessoais.

Porém, se a sua empresa se baseia apenas na prestação de serviço e você precisa só da sua mão de obra e do seu computador para isso, sem precisar fazer reuniões presenciais, viagens e saídas com seus clientes, talvez pode não valer a pena para o seu negócio ter um cartão de crédito neste momento.

Por isso, nós separamos também alguns pontos negativos sobre o uso do cartão de crédito para o MEI.

Você como MEI, precisa analisar qual o banco que melhor te atende, porque alguns bancos, possuem taxa de anuidade, mas já em outros é totalmente gratuito.

E você precisa ficar de olho, na má gestão do seu limite de crédito. Porque se você deixar o seu limite mais alto do que você precisa para o seu negócio, é possível ter uma percepção errada sobre a quantidade de dinheiro "que você acha que tem" e se perder o controle dos gastos.

Da mesma forma que o cartão facilita a organização financeira por concentrar pagamentos em um só lugar, se o seu negócio ainda não faz um bom controle de entradas e saídas de dinheiro, pela praticidade de usar um cartão de crédito, pode ser mais fácil, no seu caso, perder o controle.
Este artigo foi útil?
Cancelar
Obrigado!