Para ter acesso ao auxílio-maternidade, entretanto, é necessário ter pelo menos 10 meses de contribuição como MEI – ou seja, 10 meses pagando o DAS MEI.

Além disso, a carência passa a contar da primeira parcela em dia, ainda que as nove foram pagas em atraso, não terá direito ao salário maternidade.
Em outros termos, ter pago pelo menos 10 meses o DAS, é um dos requisitos para ter direito ao salário maternidade no caso da MEI.

Isso significa dizer que:

Essas contribuições só começam a ser computadas a partir do primeiro pagamento do DAS feito em dia (pagamento de 10 meses consecutivos).

Por isso, não adianta pagar todas as 10 guias DAS em um só mês para ter direito ao benefício, pois será negado pelo INSS.

Ok, mas o que isso quer dizer?

Caso você esteja em atraso com as suas guias DAS, é melhor ficar atenta! Isso pode ser gerar um grande problema para receber o seu salário-maternidade.

Então, para evitar dor de cabeça, quanto antes você entrar em contato com o INSS para saber sobre a sua situação, melhor.

A solicitação é feita de forma simples e gratuita: basta acessar o site ou aplicativo MEU INSS. Depois, procurar pela opção do benefício de “salário maternidade” e preencher o requerimento que será disponibilizado na plataforma.

Para maiores informações você pode acessar o conteúdo na integra no portal do Governo Federal.

https://www.gov.br/economia/pt-br/assuntos/noticias/2019/05/mei-saiba-como-solicitar-salario-maternidade
Este artigo foi útil?
Cancelar
Obrigado!